Arquivos trabalho - Prof. Rotter
0
View Post
REUNIÕES MOTIVADORAS

REUNIÕES MOTIVADORAS

 

As reuniões empresariais são ferramentas da mais alta relevância para qualquer grupo de trabalho, por isto devem ser tratadas como um dos momentos mais especiais da rotina empresarial. Uma celebração pela reunião de um grupo de pessoas ao redor de uma mesa e de um objetivo comum.

Reuniões desorganizadas, sem controle de tempo, longas, cansativas, pesadas, são improdutivas, as pessoas faltam ou chegam aos poucos, vagarosamente, sem vontade e com medo. O medo é o maior inimigo da Qualidade. Para que as reuniões conquistem uma participação entusiasmada e comprometida, a Liderança precisa criar a cultura das reuniões de planejamento, não de críticas, otimistas e não ameaçadoras, descontraídas e inovadoras, de onde os colaboradores saiam certos de que foi útil, gerou decisões as quais irão trazer resultados para a qualidade do trabalho da empresa e das pessoas que nela atuam. Algumas dicas básicas para os líderes:

a) Convoque a reunião com antecedência;

b) Solicite a cada participante os assuntos a tratar, e o tempo necessário para abordá-los;

c) Com estes dados, fixe hora para início e término da reunião;

d) Nomeie um facilitador, o qual deverá organizar a reunião, os assuntos, tempos, participações; e o registro das decisões resumidamente pontuando: “assunto” e “decisão”. O que não gerar decisão não merecerá registro;

e) Antes do início das reuniões futuras o facilitador deverá acompanhar o progresso das ações planejadas nas reuniões anteriores; importante não impor prazos – estes devem ser negociados com os participantes;

f) Durante as reuniões oriente, aconselhe e elogie muito, deixando as críticas para fazer em caráter reservado.

Norberto Rotter

0
View Post
OLHE PRA FRENTE!

OLHE PRA FRENTE!

Você dorme todos ao dias pensando no que fez durante o dia? Nos acertos, nos erros? Nas decisões e atitudes que tomou? Pois saiba que não está sozinho!

O medo de errar consome as noites e os dias te todo o ser humano, de todo o profissional, seja ele presidente de uma grande corporação ou um humilde e competente servente de pedreiro. Esta é a realidade de uma sociedade que premia o erro e ignora o acerto.

As famílias, as empresas, os clubes, os grupos sociais em última análise, como reflexo contínuo e permanente de uma sociedade competitiva e em crescimento, exercem uma pressão involuntária (na maioria das vezes) sobre os indivíduos, proibindo o erro. Enquanto para um cientista o erro é motivo de comemoração pela oportunidade de recomeçar, para a maior parte da sociedade passa a ser a expressão minúscula de um possível fracasso de toda a história humana ou diária de uma pessoa.

Assim você perde oportunidades enormes de melhorar sua qualidade de vida remoendo o “passado presente”. Perde o sono, perde o diálogo com a esposa, aquele passeio no shopping com o filho, aquele jantar com os amigos, aquele bate-bola no clube, aquele filme, aquela oportunidade de ser feliz naquele momento!

Pare já com isto! Eu perdi momentos valiosos da minha “vida valiosa” remoendo o “passado presente” , quando na imensa maioria das vezes tinha dado O MELHOR DE MIM!

Pare agora de remoer ações nas quais deu o seu melhor; espere o novo dia com otimismo, acredite sinceramente que mesmo que não tenha agradado a todos, você fez o máximo. Que agradar a todos é sempre impossível. Sobretudo não desperdice horas raras e irreversíveis da sua vida remoendo o “passado presente” quando você tem a certeza que FEZ O MELHOR!

0
View Post
Posso usar fones de ouvido enquanto trabalho?

Posso usar fones de ouvido enquanto trabalho?

O uso de fones de ouvido tem causado debates, conflitos e incertezas dos gestores nas corporações. Se por um lado algumas empresas acreditam que pode ajudar no trabalho, outras nem tanto.

A mim cabe esclarecer que, primeiro o empregador detém um direito trabalhista que lhe confere o direito de vigiar, fiscalizar ações que possam prejudicar o trabalho, proibi-las no caso de celulares, e até utilizar sistemas de bloqueio de internet por exemplo.

Riscos de usar fone de ouvido no trabalho

Por outro lado assinalo alguns riscos para a carreira e para trabalhadores que deste recurso fazem uso a saber:

Perda da concentração, pois neurologistas afirmam que nosso cérebro não da conta de tarefas complexas e que necessitam atenção, dividindo-as com outros sentidos como a a audição;

Perda de gestos, movimentações de pessoas, sinais do ambiente, enfim comunicações puramente visuais passadas pelos colegas ou chefes enquanto escuta música, sinais estes, muitas vezes importantes para a compreensão de determinada rotina;

Risco de acidente em atividades industriais , condução de veículos e outras;

Perda da capacidade auditiva, já que médicos especialistas recomendam utilizar o volume dos fones em no máximo 60% do volume total, atitude adotada por poucos usuários.

Por último perda do humor pois especialistas também afirmam que o repertório escolhido pode afetar no mau ou bom humor e correlata motivação do usuário.

Fones de Ouvido no Trabalho

Sendo assim vão as dicas: Durante o expediente execute o seu trabalho, utilizando-se da música somente se ela for fator comprovadamente decisivo no resultado dele, como por exemplo numa seção de yoga.

Caso para você seja fundamental o uso dos fones e sua empresa não impôs nenhuma regra, converse com seu líder e pergunte o que ele pensa a respeito. Isto significa ser profissional. Assine seu trabalho com excelência!

Apertem os Cintos o Cliente Sumiu