Prevenção ou correção: qual a melhor estratégia para uma gestão inteligente? - Prof. Rotter
0
Prevenção ou correção: qual a melhor estratégia para uma gestão inteligente?

Prevenção ou correção: qual a melhor estratégia para uma gestão inteligente?


A velocidade com que as coisas acontecem agora é muito maior do que antes. O acesso à informação e treinamento também. Mas ainda assim me deparo, constantemente, com empresas que não estão tendo uma gestão inteligente até hoje, e continuam lidando com os problemas de forma corretiva e nunca preventiva.

É claro que diversas situações podem ser inesperadas, e para isso podemos apenas desenvolver um plano de contenção de crises (que também se encaixa em gestão inteligente). Porém, quando uma situação passa a ser recorrente, é possível rastreá-la e evitá-la, e com isso, desenvolver um projeto preventivo.

Isso cabe em indústrias, fazendas, lojas, fábricas, enfim, todo tipo de negócio dos mais variados tamanhos. O que muda? A necessidade de uma visão estratégica para o negócio, onde se deixe de ver o preventivo como custo e sim como investimento.

Eu sempre oriento as empresas que faço consultoria a olhar para os últimos relatórios de consertos, compras urgentes, para que possamos analisar juntos aquilo que é recorrente, porque se tem recorrência pode ser antecipado.

Isso garante melhores possibilidades de negociação, evita prejuízos de equipamentos ou equipes paradas, e garante funcionamento o máximo de tempo possível. A verdadeira lucratividade está em ganhar dinheiro evitando situações que já poderiam ter sido sanadas.

0

Comentários