junho 2014 - Norberto Rotter
0
View Post
REDES SOCIAIS E PROCESSOS SELETIVOS

REDES SOCIAIS E PROCESSOS SELETIVOS

Em tempos de multiplicidade de redes sociais onde a “humanidade” pode saber quem você é, seus gostos , opiniões, hábitos, etc,  cresce a importância de que profissionais preocupados com sua carreira redobrem o cuidado com o que postam, com o que curtem, aprovam ou combatem, com as opiniões que emitem. Sem querer todos estão apresentando um perfil explícito da sua personalidade e caráter.  Cada dia mais as corporações utilizam as redes sociais como ferramenta para compor os sistemas de avaliação nos processo seletivos internos.
Lembre-se: “Mais vale um grão de imagem do que uma tonelada de competência”.  As redes sociais estão repletas de erros de posicionamento, de mal entendidos, de bate-bocas infundados e descabidos, fotos não autorizadas ou autorizadas que, logo após, o autor se arrepende, mas sem volta depois de publicadas, vistas e interpretadas. Nelas você poderá demonstrar ser preconceituoso ou isento de preconceito, ser humilde ou arrogante, ser respeitoso ou desrespeitoso, ser depressivo ou feliz , ser um crítico contumaz ou respeitador das diferenças, etc.
Cabe ao profissional do nosso tempo, desde o mais jovem até o mais experiente, neste cenário de armadilhas, estarem atentos e contarem até mil antes das ações. O ambiente web, como todo o ambiente de liberdade, requer responsabilidade para com a sociedade, para com sua imagem pessoal e para com sua carreira.
Um ótimo fim de semana a todos.
0
View Post
POUPANÇA E EMPREGABILIDADE

POUPANÇA E EMPREGABILIDADE

 “O medo é o maior inimigo da Qualidade”. Profissionais com medo de perder o emprego por qualquer motivo, apresentam natural dificuldade de  questionar, opinar, muitas vezes deixando oportunidades de ouro  de assumir posicionamentos decisivos para a evolução do seu setor e, em ultima análise, da empresa. Por vezes a causa de sentirem medo  deve-se a não possuírem uma situação financeira estável, segura, equilibrada e devidamente estruturada para uma eventual mudança de rumo na carreira.  Poupar é uma forma de adquirir esta segurança necessária para um desempenho corajoso  e determinado no trabalho. Este desempenho, cada dia mais avaliado nos processos de gestão de pessoas, garante ao agente de mudanças respeitabilidade e crescimento profissional e, como consequência, aumenta seu grau de estabilidade e empregabilidade.
           Portanto, embora a cultura da poupança cresça ainda lentamente devido a tantos anos vividos em sistemas financeiros comandados pela inflação, onde não se sabia o valor do dinheiro, aconselho as novas gerações profissionais a terem este hábito.  Poupar 10% do salário  é o mínimo desejável. A família deve participar deste esforço, incentivar e respeitar esta forma de conduzir a qualidade de vida pessoal e profissional dos seus membros.
          Um ótimo fim de semana a todos.
0
View Post
AS CORPORAÇÕES EXIGEM PROFISSIONAIS PLENOS

AS CORPORAÇÕES EXIGEM PROFISSIONAIS PLENOS

Até pouco tempo  era comum ouvir  gerentes declararem “O Fulano bebe muito mas é um bom mecânico …”, “Beltrano vive chegando atrasado mas é um ótimo analista de sistemas …”, “Esta vendedora vende muito mas não se dá bem com seus colegas …”  e por aí vai. Vivemos num tempo em que as empresas e todos os setores da atividade mercadológica não aceitam mais pessoas “MAIS OU MENOS”, suportando grandes falhas de comportamento a despeito de grandes qualidades técnicas.
Para que um país se torne competitivo precisamos de colaboradores igualmente competitivos e isto significa dizer: colaboradores com QUALIDADE PESSOAL. Não basta ser um bom profissional nos aspectos técnicos se  não for igualmente muito bom em atributos comportamentais como: relacionamento com os colegas, pontualidade, sobriedade, discrição, honestidade, humildade para receber orientações, respeito pelas normas e pelos colegas. De nada servirão suas habilidades técnicas simplesmente porque, a produtividade nada mais é do que a extremada interação entre processos e pessoas.
Portanto sua meta é ser o melhor não apenas em aspectos técnicos mas, sobretudo humanísticos, até porque técnica se ensina, caráter não.
Um ótimo final de semana a todos.